SECRETARIAS
O que você procura?

Comitê de Crise da Covid-19 alerta população para situação pandêmica no município

Na tarde da última sexta-feira (4) o Município realizou uma coletiva para abordar assuntos relacionados a pandemia do Coronavírus em Palmeira. Participaram da ação membros do Comitê de Crise para supervisão e monitoramento dos impactos da Covid-19, como o prefeito Sérgio Belich, o secretário de Saúde, Giovatan de Souza Bueno, representantes do Hospital Santa Casa e da Associação Comercial e Empresarial de Palmeira (ACIP).

Giovatan e SérgioA coletiva foi iniciada por Belich, que destacou as ações e decisões do Comitê, falou sobre sua composição com membros do Executivo, do Legislativo, da área de saúde, segurança, comércios e igrejas, e falou sobre as reuniões que estão acontecendo de forma online. “Realizamos nossas reuniões quando acontecem aumentos expressivos de casos, quando vamos alterar decreto ou outras situações relacionadas. Em nossa última discussão acordamos que não pretendemos fazer lockdown na cidade, ao menos que seja em caso de extrema necessidade e que o Comitê vote e ache realmente necessário o fechamento”, disse.

O prefeito também pediu a colaboração da população em geral, pedindo para todos se previnam e ajudem a fiscalizar. “Todos nós (moradores de Palmeira) somos fiscais. Podemos fotografar e filmar os casos que não estejam cumprindo os decretos vigentes e denunciar para a Vigilância Sanitária ou diretamente para o Ministério Público. Contamos com o apoio de toda a sociedade para conter as aglomerações e as pessoas que estão disseminando o vírus, sem tomar cuidado algum”, declarou Belich.

Cristian e SérgioCristian Cleverson Gabardo, diretor Administrativo da Santa Casa, e o médico Fabiano Candido de Paula, falaram sobre a situação do referido hospital e de pacientes no município. “Estamos em um cenário atípico, com novas variantes, cada vez mais agressivas e de rápido contágio, circulando dentro do município de Palmeira. O aumento dos casos está se refletindo na ocupação. Há três semanas atrás estávamos com 15% dos leitos ocupados por pacientes com Covid, e atualmente esse número está em 80%. Os profissionais da área da saúde estão exaustos, há mais de um ano trabalhando de forma sobrecarregada, por 12, 24 até 36 horas consecutivas”, revelou Gabardo.

O diretor da Santa Casa também alertou a população. “Usem máscara, mesmo que estejam na rua ao ar livre, respeitem o distanciamento social, higienizem a mão com álcool gel 70% constantemente e evitem aglomerações. Sejam conscientes, precisamos preservar vidas. No mês março tivemos 1.300 consultas na Santa Casa de pessoas com sintomas de Covid, em abril caiu para 987 e agora subiu novamente para 1.516. São, em média, 55 pessoas por dia procurando atendimento por estarem com sintomas de Covid”, enfatizou.

Fabiano e SérgioDe Paula também falou sobre a situação da Santa Casa e fez um pedido: “Temos visto que nos últimos dias o número de internamentos tem crescido. Atualmente estamos com 19 pacientes, alguns em estado grave, entubados, lutando pela vida. Pedimos encarecidamente para que todas as pessoas respeitem as medidas sanitárias, que os isolados respeitem o termo de isolamento e não transmitam para mais ninguém. A situação é gravíssima. O Município toma as atitudes dele, mas, principalmente, as pessoas tem que colaborar, senão vamos passar por momentos cada vez mais difíceis. Não temos perspectivas de melhoras nas próximas semanas, mas com o passar dos meses as coisas vão melhorar, com a chegada de mais vacinas, com cada vez mais gente recebendo a vacina. Vamos ter paciência e nos cuidar”, declarou o médico.

Telma e SérgioA presidente da ACIP, Telma Albach Margraf, fez um apelo. “Quero reforçar um pedido aos comerciantes e empresários: continuem com as proteções aos seus clientes e funcionários, utilizando álcool gel, exigindo o uso de máscara e respeitando o distanciamento. Sei que a grande maioria está respeitando todas as orientações da Vigilância Sanitária. São medidas que ajudam a salvar vidas”, disse.

De acordo com o secretário de Saúde, “os números são cada vez mais negativos em nossa cidade, com recorde no número diário de casos positivados e óbitos aumentando de forma rápida. A média de idade de casos positivados, que antes era de 69 anos, agora já é de 39. O maior número de contaminados em nossos boletins são de jovens, classe que está se cada vez mais se descuidando. Por favor, adiem festas, reuniões e outras ações que possam causar aglomerações. A nova cepa é muito rápida e perigosa. Os profissionais estão exaustos, os medicamentos e insumos podem acabar devido à alta velocidade de utilização. Precisamos controlar essa situação, amenizar o sofrimento por qual estamos passando e diminuir drasticamente os números da Covid em nossa Palmeira” enfatizou Bueno.

RECEBA AS NOTÍCIAS POR EMAIL

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ORGÃOS E SERVIÇOS PÚBLICOS

Termos de uso

Política de privacidade

Rua Luiza Trombini Malucelli, 134 – Centro

Palmeira – Paraná – CEP 84.130-000

CNPJ: 76.179.829/0001-65

Horário de Atendimento

Segunda-feira a Sexta-feira

08:00 às 12:00 – 13:00 às 17:00

Skip to content