SECRETARIAS
O que você procura?

Psicóloga realiza orientações à saúde mental do trabalhador caminhoneiro

Neste mês de setembro a Vigilância em Saúde de Palmeira está realizando a campanha de Conscientização e Promoção da Saúde do Trabalhador Caminhoneiro. No texto de hoje (21) da campanha, a psicóloga Cassieli Coelho presta orientações à Saúde Mental do Trabalhador Caminhoneiro. Leia:

Saúde mental do profissional caminhoneiro

O caminhoneiro tem uma vida que exige muito do seu emocional. Seu trabalho é permeado por pressões do dia a dia nas estradas, de violência no trânsito, pressão para cumprimento de prazos e entregas, más condições de vias, congestionamentos, falta de descanso, longas jornadas de trabalho, responsabilidade no trânsito, o risco de acidentes, a distância da família, a falta de convívio social, o medo da pandemia, falta de acesso a serviços de saúde, poluição sonora e ambiental, solidão, exposição a eventos traumáticos como acidentes, mortes e assaltos são algumas delas. Frente a esses desafios, é comum que os caminhoneiros se encontrem, diariamente, em uma rotina exaustiva e estressante, tendo impacto nas condições de saúde mental e física desses trabalhadores, reduzindo a expectativa de vida dos caminhoneiros e causado uma série de comorbidades.

A realidade dos motoristas caminhoneiros de cargas mostra um contexto precário em termos de condições de trabalho e saúde, rotinas de tarefas que não favorecem em nada para a manutenção de uma vida saudável e equilibrada. Assim, estão mais predispostos a fatores desencadeantes de transtornos psíquicos

E o bem estar incluindo, sua saúde física e mental, destes profissionais é essencial para a segurança no trânsito de todos nós e para uma economia saudável e fluida.

A falta de cuidado com a saúde mental, num primeiro momento, pode não resultar em nada. Mas é aí que mora o perigo: geralmente, os sintomas do estresse ou até mesmo da depressão aparecem suavemente. Aí, quando se percebe, a situação já está grave demais. Comumente, a pessoa pode confundir esse estado de saúde facilmente com outro problema menor. Como por exemplo, a falta de sono o caminhoneiro pode achar que é o local onde parou o caminhão ou a cama que não está confortável.

Dicas para a saúde mental do caminhoneiro

– Rotina previsível. Para a saúde mental, isso é importante por dois motivos. O primeiro é a previsibilidade. Com uma rotina, as atividades se tornam automatizadas. Isso cria um senso de familiaridade e hábito no comportamento do motorista, minimizando sua indisposição no horário de trabalho. O segundo motivo é a abertura de horários para que o motorista respeite suas necessidades fisiológicas mais fundamentais, como a alimentação, o descanso e afins.

Pausas periódicas. Mesmo durante a jornada de trabalho, é fundamental fazer pequenos descansos. Isso é importante tanto para a saúde mental do caminhoneiro, que pode aliviar a tensão dos braços e pernas após muitas horas de estrada, como no aspecto da segurança no trânsito.

Controle emocional em decorrência da importância e pela responsabilidade de seu trabalho, evitando episódios de ansiedade ou estresse, o caminhoneiro deve abandonar o consumo de todo tipo de conteúdo que engatilhe essas emoções. O mesmo vale para o consumo excessivo de estimulantes, como café, energéticos e afins. Em doses controladas e em momentos estratégicos, essas composições podem ser úteis. No entanto, elas geralmente afetam o ciclo de sono do profissional, desequilibrando sua janela de descanso e, consequentemente, prejudicando o humor nos dias seguintes.

Alimentação balanceada. Se alimentar em horários e quantidades certas, com a ingestão das proteínas, carboidratos e vitaminas necessárias para a sua saúde no longo prazo. Novamente, é importante encaixar a janela de alimentação em períodos compatíveis com a rotina de trabalho e descanso. Assim, você garante que a digestão aconteça no momento certo, sem prejudicar a qualidade do sono durante as noites. A oferta de alimentos, na maioria das vezes, é de alto valor calórico e de baixo valor nutritivo, com impactos diretos na saúde do trabalhador, tornando-o vulnerável à hipertensão arterial, ao excesso de peso, entre outros agravos.

Sono necessário. Entre 7 e 8 horas de sono por dia. Isso varia naturalmente de pessoa para pessoa e é uma quantidade fundamental para a recuperação da sua cabeça, do corpo e do temperamento para o próximo dia. Sem seguir essa escala de previsibilidade – dormir e acordar todos os dias nas mesmas horas –, o corpo não consegue trabalhar de maneira alinhada. Obviamente, o caminhoneiro continuará trabalhando em depravação do sono, mas sem a atenção necessária para que a atividade seja feita de maneira responsável. Além disso, o mau humor fica em evidência, estimulando os gatilhos de estresse e a exposição a problemas cardíacos.

Contato familiar. A vida humana é essencialmente social. Nós precisamos da companhia alheia, mesmo que a distância, para garantir a manutenção do nosso bom humor, da personalidade e da saúde mental. Por isso, é fundamental que o profissional da estrada mantenha contato com as pessoas mais próximas. O objetivo é evitar a alienação emocional, em que o caminhoneiro fica completamente isolado das outras pessoas. Esse contato diário com as pessoas que importam é fundamental para nutrir emoções e comportamentos saudáveis, como carinho, respeito, calma, tolerância e saudade.

Praticar alguma atividade física. Nem que seja um alongamento que ajuda a estimula a serotonina. Além de ajudar a cuidar do corpo, mantendo os músculos em dia, aumentando a disposição e diminuindo a sensação de cansaço, também ajuda a melhorar a autoestima. Faça uma caminhada e procure adquirir uma postura adequada no caminhão, mais ereta.

A vida precisa fazer sentido. Procure pensar sobre as boas realizações e conquistas que você já obteve até este momento da vida e o quanto isso pode te fazer feliz. Reflita também sobre o que você ainda pode realizar de bom. Pense na possibilidade de definir prazos e estratégias para colocar novos planos em prática.

Outra dica é aliviar a mente com uma música, palestras, podcast, matérias que possam nos ajudar no nosso auto conhecimento, entre outras coisas que pode oferecer prazer, ou melhora a sua autoestima e ter autovalorização compreendendo a sua importância e da sua profissão a sua autoestima aumenta e você se sente mais forte para enfrentar as dificuldades.”

Fique atento aos sinais de alerta

  • Sentir-se nervoso, tenso ou preocupado;
  • Dormir mal;
  • Ficar mais isolado;
  • Sentimento de tristeza;
  • Dores de cabeça;
  • Dificuldade para tomar decisões;
  • Má digestão;
  • Cansaço frequente;
  • Dificuldade de pensar com clareza.
  • Desanimo;
  • Auto-avaliação honesta. Observe o seu próprio comportamento. Tente perceber alguma mudança em suas reações, algo que não era frequente e que passou a ser. Veja se algum conhecido, amigo ou parente está te indicando alguma coisa. Alterações no humor ou qualquer outra reação.
  • O espelho das pessoas. Ainda a partir da reação das pessoas, perceba o que elas pensam de você. Tente lembrar dos comentários mais comuns que seus amigos ou familiares fazem sobre o seu comportamento. Você transmite ansiedade? Ou quem sabe algum sinal de agressividade? Ou até mesmo falta de paciência? Enfim, se uma crítica específica for muito frequente, então é sinal de que ela pode indicar alguma coisa.

Caso esteja apresentando dificuldade, busque orientação com um médico ou psicólogo, assim, contará com as soluções necessárias para inicializar um tratamento, evitando a progressão da dor e dos maus hábitos. Atualmente existem alguns locais que promovem atendimentos online, como o Centro de Valorização a Vida (telefone 188, email e chat 24 horas todos os dias) que são profissionais voluntários que recebem demanda de queixas de ordem emocional.

Como você pôde ver, a saúde mental do caminhoneiro depende de uma série de detalhes. No fim das contas, o que importa é dar manutenção à sua qualidade de vida emocional e social, evitando o aumento dessas preocupações. Cuidar da própria saúde mental é a garantia de se manter pleno para o bom funcionamento de todo o corpo, e ajuda a melhorar a produtividade no trabalho, e até mesmo a boa relação com amigos e familiares.

Cuidem-se e fiquem atentos!

RECEBA AS NOTÍCIAS POR EMAIL

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ORGÃOS E SERVIÇOS PÚBLICOS

Termos de uso

Política de privacidade

Rua Luiza Trombini Malucelli, 134 – Centro

Palmeira – Paraná – CEP 84.130-000

CNPJ: 76.179.829/0001-65

Horário de Atendimento

Segunda-feira a Sexta-feira

08:00 às 12:00 – 13:00 às 17:00